Já é cuckold? Quer ser? Possui dúvidas? Quer exibir sua esposa? Entre em contato: jpaulsartre@yahoo.com.br

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

Tua esposa puta vai te chifrar! Não precisa forçar!

Salve, salve, confrades? Vocês já se perguntaram se a sua esposa pensa que lhe chifrar foi uma circunstância "acidental"? A verdade é que a sua esposa é uma putinha porque você faz ela ser assim e porque ela já está biologicamente programada pra foder com outros machos. Ela te chifra porque a sua sexualidade varia entre ser submisso, humilhado, usado e traído. O corno é o sujeito mais verdadeiro que existe. Ele sabe do que gosta e o que quer (chifre) e quer viver de forma autêntica.


O corno gosta, ele, na verdade, precisa, tem pulsão sexual de ser chifrado e, consciente ou inconscientemente, casou com alguém que gosta, precisa e necessita foder com outros machos. Enfim, é uma relação onde todos se beneficiam.



Corninho, você já pensou que, às vezes, pelo fato de você ser egoísta e querer ver chifre toda hora, você pode colocar sua putinha numa posição frustrante? Sim! Pode sim! Há inúmeras vezes em que a sua putinha tá na rua e bota o olho num macho e, na mesma hora, quer dar, mas não o faz porque tem medo de sua reação e tem que lhe incluir na história numa forma que ela não gostaria por causa das "exigências" que você fez? Pois é, corno burro, você com sua burrice pode está atrapalhando a si mesmo de ser corneado e sem nem saber disso!



Muitas vezes a esposa tem que adaptar toda a sua "atividade extraCUrricular" a esse novo modo de vida simplesmente por normas idiotas que você impôs a ela. Deixe-a livre e seus chifres virão livremente!! Seja honesto e compartilhe com ela, mas deixe-a livre para compartilhar com você na hora que ela se sentir bem!
Agora também tem outra coisa, se a sua esposa for dominadora e você ficar enchendo muito a paciência dela, ela simplesmente vai te botar num cadeado e você vai ficar lá com seu pintinho apertado dentro de um cinto de castidade!



Corno, tenha uma coisa em mente. A sua mulher é uma puta! E ela seria puta, provavelmente, com ou sem o seu consentimento, assim como a maioria das esposas dos casais normais são putas que metem chifres nos maridos e ninguém sequer suspeita!Quando a tua mulher fode, não tem nada a ver com você. Tem a ver com ela. Com a vontade da boceta dela de ser preenchida, arregaçada, fodida. Ela é gloriosamente egoísta e exigente quando se trata de foder. E é assim que tem que ser. Ela tem que foder porque quer, e não porque você exige. Só assim você será o corno verdadeiro. Aquele que tem uma putinha que não consegue segurar suas pernas fechadas. Que abre as pernas pro primeiro macho que a atrai.



A sua meretriz, cedo ou tarde, perceberá o papel dela nessa fantasia. No início da relação de vocês, ela geralmente suspeita que você é tarado. Depois, vocês começam a variar nas fantasias na cama com umas palmadas, algemas etc.. Depois disso, ela ganha mais segurança e passa a perceber, mas sem lhe dizer nada, que pode contar contigo pra realizar as fantasias dela. 



Depois que você conta pra ela que quer chifre, a coisa muda de figura e ela começa a ficar cada vez mais fogosa e, quer você queira, quer não, se não se comportar bem, vai acabar com o pinto num cadeado, completamente submisso a ela. Se você assim deseja, ótimo! Mas, cuidado para não deixar as coisas passarem dos limites. Por outro lado, se você não quer isso, saiba dar espaço pra boceta dela respirar e não fique presionando ela com seus ciúmes idiotas. O que importa é que você é corno, porra! Fica na tua!


Então, cornão, saiba que a tua mulher é puta de qualquer jeito e a relação de vocês só vai dar certo se tu souberes o teu lugar de corno e deixar ela respirar! Com pressão, tu leva chifre, mas não fica sabendo de nada e nem olha nada. Qual a graça de ser corno sem saber? Você tem que ser corno por escolha sua e dela também! Não apressa as coisas e confia que o chifre vai vir! Provavelmente já veio e tu nem sabe porque fica enchendo o saco dela!


SEJAM 3 APAIXONADAS HORAS NUMA CAMA OU 5 VIGOROS MINUTOS NUM BECO, SEMPRE ESTEJA PREPARADO PARA UM AFFAIR ESPONTÂNEO. SEMPRE ESTEJA PREPARADO PARA VER A BOCETA DA TUA MULHER CHEIA DE LEITE DE OUTRO MACHO!!!

terça-feira, 28 de janeiro de 2014

Depoimento - O porquê de eu gostar de ser um comedor de esposas

Salve, salve, confraria chifrada! Como estão? Hoje eu abordarei o nosso assunto favorito sob uma diferente ótica, a daquele sujeito que realiza todos os nossos desejos, a do comedor. Achei esse depoimento muito legal num site americano e aqui resolvi fazer para vocês uma tradução livre:

"Por vezes me perguntam como é ser um comedor de uma putinha casada. Essa não é uma pergunta fácil de responder, mas eu vou tentar.


Eu sou e sempre fui uma pessoa dominante e gosto de ser quem dá as ordens. Então, naturalmente tendo a me encontrar no topo da cadeia alimentar em cada situação. Quando estou com um casal há vários elementos que me tentam, o que faz com que a relação seja muito mais atrativa que o tradicional namorico.






Primeiro que uma putinha casada está lá para foder. As motivações dela não as mesmas de nós homens tradicionais. Ela não quer uma relação, ela já tem uma, com um corno, é verdade, mas já tem uma. Ela não está procurando romance, ela não quer nenhum romance, ela quer piroca. Ela não irá seguí-lo ou bisbilhotá-lo ou mesmo recriminá-lo por ser mulherengo.



Com uma puta casada tudo se resume a foder. Quando você se encontra com ela (ou eles dois, sim, porque o corno quase sempre quer olhar minha piroca rasgando a santa com quem ele casou), haverá pouca conversinha fiada, socialização ou bate-papo pra passar o tempo. Sexo é o que está na cabeça dela e é o que todo mundo ali tá querendo. Uma vez que ela e seus desejos sexuais e os do corno estiverem satisfeitos ela vai voltar pra casa pra ficar com ele. Isso é perfeito para alguém como eu, que gosta de sexo lascivo, frequente, explosivo e selvagem com alguém que apenas está disposto a foder, a ser rasgado, a levar leite no rabo e ir embora.






Então, a minha primeira resposta à pergunta inicial é sexo, sexo e mais sexo.





Mas também há outros lados da situação. Acreditem ou não, eu gosto de ajudar outros casais a apimentar sua relação. Eu sei que os comedores geralmente são pintados como sendo egoístas, tarados pirocudos que só pensam em sua própria rôla, mas esse não é sempre o caso. Eu, e muitos outros, a maioria talvez, gostamos de interagir com casais e ajudar eles a reacender a chama na sua cama.



Como mencionei, eu sou dominante e gosto do tema dominação. Sinto-me com bastante poder quando uma esposa puta se oferece pra mim, especialmente quando é uma linda e meiga putinha casada, que se comporta como uma dama correta na sociedade, que aos olhos do mundo aparenta ser inatingível para qualquer um que não o seu marido. Mal sabem eles que elas gostam é de pirocas pretas como a minha rasgando-as e a carinha que elas fazem para mim quando estou enchendo elas de leite é indescritível.




Diga o que quiser, mas há alguma coisa bem no limítrofe em enrabar uma vadia que estava prometida para outro alguém, especialmente quando a esposa é uma raposa fria e alguém que você jamais suspeitaria de ser uma putinha submissa para outro homem entre quatro paredes.




Por fim, eu amo dominar um casal na presença do marido. Não há qualquer coisa que traga mais satisfação do que quando eu vejo um marido caladinho olhando eu enrabar sem piedade a sua mulher na cama que eles dormem, sabendo que ele está lá batendo sua punheta e testemunhando meu show, massacrando a mulher dele na frente dele.



A maioria dos maridos que eu conheço não são submissos. Porém eles ficam extremamente passivos quando eu apareço. Não só isso é excitante para mim, como eu gosto da reação da putinha também. Quanto mais passivo o marido fica, mais tarada a sua mulher quer ficar, mais enrabada ela quer ser e isso leva, obviamente, a um sexo ainda melhor.



A partir do momento que você constrói uma boa relação de comeder com o casal liberal correto, os encontros começam a ficar mais intensos, edificantes e praticamente viciantes.

Que homem não iria querer disso?"


quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

Como ser corno - Saindo da fantasia e indo para a realidade - Série Caminhos da Cornitude

Tá com vontade de ver a vaca da sua puta chupando uma rola bem grossa, né corno? Não se preocupe, eu ajudarei essa vadia a sair dando pra todo mundo, mas você terá de me auxiliar nessa tarefa, viu, corno? Faça o que eu digo que no final das contas será você testemunhando a boquinha da sua esposa se abrindo todinha para lamber e chupar com voracidade a piroca alheia!

Salve, confrades!

No último post da série "Como ser corno", dei algumas dicas de como contar sobre a fantasia cuckold para as vossas fêmeas. Porém, um obstáculo bastante corriqueiro é como sair do mundo da fantasia e materializar o ato. Então, corníferos, ao chegar nesse estágio, supõe-se que vossa meretriz já esteja mais extrovertida e com a ideia do chifre sedimentada no seu inconsciente fantasioso.

Em breve você está assim. Sentado manipulando essa sua piroquinha de merda enquanto a sua esposa se abaixa até o chão, empinando-se por inteiro para ser enrabada sem piedade. E a cada gemido dela é uma contraída que o seu cu dá! Não tem nada melhor que isso, corno! E você sabe disso! Você deseja isso! Não se preocupe! Sua mulher vai ser enrabada em breve, e não será por você!
                            

A primeira coisa que os colegas precisam saber é que, biologicamente, as mulheres são propensas a terem múltiplos parceiros e há inúmeras pesquisas científicas, e até mesmo livros, nesse sentido. Dito isso, está claro que a única barreira entre a sua dama formalmente e vestida e a sua puta com o rabo cheio de leite é eminentemente moral. Logo, é uma questão de você passar a ela segurança e de colocar na cabeça dela que levar uma comidinha de vez em quando por outra piroca é uma coisa normal.

Corno burro, não adianta você tentar encorajar a sua mulher se você antes não der prazer a ela e comer ela igual uma bichinha. Fode essa puta direito, porra! Fode e fala putaria no ouvido dela, chama de meretriz, vagabunda, pergunta se ela não quer ser enrabada por outro macho, faz com que ela deseje a putaria. Você não conseguirá isso se ficar somente olhando pra ela, corno idiota! Faz a vadia gemer na piroca e trata ela como uma fêmea selvagem! Não esqueça de enfiar aquele consolo no cu dela ao mesmo tempo!


Após ela reconhecer para si mesma a vontade de ser rasgada por um falo alheio à sua relação, você, corninho, tem que introduzi-la (literalmente) aos brinquedinhos eróticos. Mas não vá assustar a vadia dando um imenso pau preto de borracha de 40cm! Tem que ir devagar, corninho, aqui não pode ter ejaculação precoce! Vá paulatinamente comprando brinquedos maiores e mais "agressivos" e, por fim, dê a ela aquele imenso caralho que você já queria dar desde o começo.

Isso, corno! Enfia esse brinquedo no rabo da tua puta! Ela vai gostar e cada vez mais vai passar a querer uma piroca de verdade invadindo e rasgando esse cu!


Um ato fundamental é você fodê-la e, ao mesmo tempo, enfiar na boca, no cu ou na boceta um brinquedo ao mesmo tempo. Mas não seja um corno silencioso! Fale putaria no ouvido dela, ponha um pornô com algum corno olhando o comedor fodendo a mulher dele... Ou seja, faça tudo para que a sua putinha sofra uma "lavagem corno-cerebral" inconsciente e ache cada vez mais normal a situação de lhe galhar.

Agindo assim, mais cedo ou mais tarde o rabo da sua putinha será rasgado. Repita todos esses passos até que ela lhe diga que quer realizar de fato a fantasia e, somente quando ela lhe disser isso, passe ao próximo passo, que é buscar alguém que se encaixe no perfil de vocês.

Tá vendo, corno? Esse é o macho que se encaixa no perfil de vocês! Aquele que ela pega nas mãos, fecha os olhos, se enverga toda e senta deliciosa e lentamente, sentindo-se ser violada, invadida, devassada pelo seu caralho! Quer olhar essa cena? Então tenha paciência e faça o que eu lhe digo!

Por outro lado, corno incoerente, não adianta você dar força e apoio para a sua mulher sair dando o rabo pela rua e continuar tendo aquela visão machista, sexista, conservadora de sociedade. Você precisa evoluir, mostrar-se uma pessoa mais liberal e despredinda dos valores anacrônicos sob os quais infelizmente vivemos.

A cornitude é um estado de espírito que necessita de evolução cultural, caro neófito! Ouça-me e serás chifrado! Evolua e em breve a sua esposa está tão confiante em si mesma e na sua devassidão que estará assim:

Empinando o cu e levando rola como se estivesse fazendo a coisa mais comum do mundo! Mas levar rola no cu é comum pra puta mesmo! E é o que a sua dama é, uma PUTA! E você, um CORNO MANSO!



quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

A experiência da piroca preta

Salve, salve, confrades! Como estão?

Aos cornos mais avançados na jornada incessante pelo chifre, pergunto: Vocês já realizaram a experiência da piroca preta? Não? Não sabem do que se trata?

Mulheres de verdade... escolhem pretos!


A experiência da piroca preta nada mais é, como o próprio nome fala, que submeter vossas putinhas a um imenso caralho preto, analisando o antes e o depois desse experimento.

Os cornos americanos, também conhecidos como cuckolds, tem uma frase perfeita para isso: Once you go black, you'll never go back! Isso significa que depois que a sua boceta for fodida por um pau preto, sua putinha está tão folgada que nunca mais voltará a lhe foder da mesma forma.

Sua esposinha parece uma retardada quando fode um preto. A verdade é, quanto mais retardada ela for, melhor pra foder pretos ela será. A mais inteligente das mulheres subjugar-se-ia para um falo preto, mesmo a sua esposinha putinha, que é uma sonsa recatada para a sociedade, seria uma bela puta para um preto. Nada na cabeça se passa na cabeça delas quando olham uma piroca preta dura, somente o pensamento "piroca preta: tenho que chupar até ela gozar". A piroca preta é símbolo de justiça. Ela iguala mulheres burras a mulheres inteligentes, transformando todas em libertinas ávidas por foder. Leve sua esposa a um local onde ela possa ver um pau preto bem grande, duro e vascularizado e comprove a minha teoria. No instante em que ela vislumbrar o gigante falo, psicologicamente subjugada de forma instantânea ela será.

Veja bem, caro cornífero, isso já ocorre quando sua puta fode com alguém na sua frente normalmente. Nunca mais ela lhe foderá da mesma maneira. Fato. Porém, quando se trata de uma anaconda negra, aí mesmo é que o caminho é sem volta.

Mas é isso que nós queremos, não é? Olhar a boceta da mulher, que todos na sociedade olham como moça certinha, ser praticamente rasgada pelo pau de outro macho preto, deixando-nos com tesão a tal ponto que começamos a sentir uma coceirinha no nosso cuzinho.



A imagem de uma piroca preta fodendo a boceta da sua esposa vai ser tão impactante na sua vida que, provavelmente, você passará a desejar ao menos dar uma chupada ou levar uma breve comida de rabo por outro macho. É, corninho, a cornitude não tem limites e é inexorável você também desejar pirocas com o passar do tempo, não só para sua esposinha, mas para você também.



Por mais que hoje você não aceite e tenha nojo dessa situação, mais dia, menos dia, esse momento chegará e quando você menos esperar, estará sentado, com o pensamento longe, imaginando-se manipulando ou sendo fodido por um caralho preto. Não se reprima. É a natureza falando mais alto.



Nós somos machos-beta e, como machos-beta, devemos fazer de tudo para que os machos-alfa permaneçam no comando, desde ajudá-los a foder a boceta da nossa respeitável esposa a punhetá-los quando eles desejarem, ou mesmo a levar uma rápida comidinha de rabo quando eles quiserem gozar e nossa esposa não estiver disponível.

Viva à cornitude! Viva às pirocas pretas!

Chupe. Por ela. E, no fundo, por você também!

Na rua você é um machão. Para ela você é um corno. Para ele você é uma bichinha. Para você... bem, para você, você só gosta de ficar contraindo, piscando o seu cuzinho, e ela pisca mais ainda quando você chupa o comedor da sua vadia.

sábado, 19 de janeiro de 2013

Esposa puta mostrando o rabo pra todo mundo na frente do corno

Salve, confrades! 

Olhem este vídeo abaixo e vejam como se comporta uma verdadeira esposa chifreira. Percebam que no início do vídeo a vadia começa rebolando de forma contida, fingindo que não está rebolando, que é consequência do movimento do touro eletrônico. 

 Com o tempo, ela vai deixando a saia subir e fingindo que tenta cobrir o seu rabo, tentando esconder o fio dental socado no cu. Entretanto, depois que o maridinho corno dela sobe e percebe que tá atrapalhando e se deixa cair, ela percebe aquilo como uma permissão do corninho e se entrega aos seus desejos exibicionistas mais lascivos e primitivos, rebolando louca e descaradamente na frente de todos, exibindo seu rabo para todos e mostrando como é que ela se movimenta quando está sentada em cima de uma piroca!

 E no final, no momento que vai se jogar do Touro, ainda abre um pouco mais as perninhas, só para mostrar a bucetinha. Curiosamente, ela mostra a bucetinha exatamente na direção do amigão aí que está com a câmera (4:09)? Coincidência? Não! Não é coincidência! É mais um caso de uma sonsa sexual! Aquela que tem desejos sexuais vorazes, finge pra todo mundo que não tem, mas no final acaba se entregando à sua própria natureza e mostra pra todo mundo como é uma vadia! Sabe quem ela me lembra, confrade? Sim! Ela mesmo, a sua esposa!

 

Agora olhem essa outra vadia aqui abaixo, diretamente da Inglaterra! Essa daí, meu prezado camarada cornífero, ainda está numa fase um tanto mais incipiente na arte da piranhagem.

Percebam que, tal qual sua colega acima, ela inicia os movimentos de forma bastante faceira, fingindo o seu rabo exposto tratar-se de uma coisa acidental, e, progressivamente, vai aproveitando pra mostrar o bundão branco e mole com o fio dental socado no cu!

Não chega a rebolar descaradamente como sua colega acima, o que demonstra seu inicial estágio nas artes venusianas, mas, percebam como ao final ela sai dando pulinhos de alegria! Sabe por quê? Porque ela jamais será a mesma depois disso, confrade! Tenha certeza que aquele fio dental preto está completamente molhado e que esse touro aí vai precisar de uma boa toalha para absorver o líquido que saiu da buceta desta putinha neófita.

Tenho certeza, confrades, que o caminha desta putinha abaixo é a inexorável cornitude de seu futuro marido/namorado/parceiro! Nasce mais uma vaquinha! Au revoir!

terça-feira, 15 de janeiro de 2013

Esposas anestesiadas pela piroca negra do comedor

Salve, confrades! Tenho certeza que essas cenas de hoje já ocuparam grande espaço no vosso imaginário cornífero. Percebam como essas esposas estão sendo completamente dominadas pelos comedores negros, tão dominadas que parecem anestesiadas, em transe. Que poder uma piroca grande não tem, não é mesmo?

Pois é, amigo corno, tenho certeza de que essas cenas abaixo, tendo sua esposa como protagonista é tudo que você mais queria na vida, não é?





Não se esqueçam de deixarem seus comentários abaixo. É bastante importante para saber se estamos no caminho certo ou se vocês gostam de algo diferente.

ATENÇÃO GALERA: Quero inaugurar uma nova sessão no blog, chamada "O CORNO PERGUNTA", onde tentarei ajudar os amigos cornos que estão em dúvida ou com alguma espécie de problema em sua jornada para a cornitude. Para tanto, basta enviarem e-mail para jpaulsartre@yahoo.com.br que eu responderei e publicarei no blog. Lembrando que o sigilo é totalmente garantido e se vocês quiserem tirar as dúvidas, mas não quiserem que eu as publique, ou quiserem que eu retire vosso nome quando da publicação, basta me avisarem. Estou aqui para ajudá-los nessa viagem à putaria incontinenti! Como diz a esposa chifreira de um amigo meu, Abracíssimo!

sábado, 12 de janeiro de 2013

Esposa levando pirocada do negão

Salve, confrades corníferos, já imaginaram quando as cenas abaixo forem protagonizadas por sua esposa e um negão? Nunca mais ela irá sentir o pauzinho de vocês, isso se elas ainda sentem... rs...

Percebam a boquinha da vadia expressando todo seu prazer ao sentir a jeba negra rasgá-la de forma voraz.
Percebam a calcinha, que ela mal esperou baixar por completo para se arreganhar para o preto meter no seu rabo.
 Percebam as mãozinhas, apoiando-se na mesa e servindo de apoio para que ela não se desequilibre frente a estocadas tão contundentes
Percebam os pezinhos, como estão na ponta dos dedos, para melhor ajustar a bocetinha dela ao caralho que lhe adentra quase sem permissão. Percebam ainda como a vadia fica arrebitando a bunda pra trás, só pra deixar a estocada que leva no rabo ainda mais forte. Que puta!

É confrades, uma verdadeira puta! Uma verdadeira puta que todos nós queríamos casar, viver junto e queríamos que abrigasse nossos filhos em sua barriga, que está sendo "coçada" pela piroca do negão sortudo aí. Puta merda, ser corno é bom demais!